Arquivo da tag: transportes especiais

LOCAR REALIZA O MAIOR TRANSPORTE RODOVIÁRIO DO PAÍS

A Locar Guindastes e Transportes Intermodais realizou em novembro o maior transporte rodoviário do país. A carga, um gerador de 361 t, com 12,61 m de comprimento, 4,51 m de largura e 4,04 m de altura, foi transportada por estradas federais no Rio Grande do Sul, do Porto de Pelotas até a UTE Pampa Sul, em Candiota. A operação, contratada pela BertlingLogistics Brasil Ltda, foi realizada em três etapas. A primeira foi somente de transbordo da carga entre o porto e a própria cidade de Pelotas – um percurso de oito quilômetros realizado dia 8 de outubro sobre 14 eixos. A segunda foi a rota propriamente dita, dePelotas até Candiota, em um percurso total de aproximadamente 150 km, em apenas três dias – de 12 a 14 de novembro. Continue lendo LOCAR REALIZA O MAIOR TRANSPORTE RODOVIÁRIO DO PAÍS

OS MELHORES CASES DO ANO DE ELEVAÇÃO DE CARGAS E TRANSPORTES ESPECIAIS

Entre mais de 52 cases inscritos para os prêmios Top Crane e Heavy Duty, nesta edição de 2017, a oitava consecutiva, a seleção dos 12 vencedores foi um árduo e trabalhoso processo decisório. A primeira surpresa foi, é claro, o número de concorrentes que excedeu o registrado mesmo em períodos anteriores à crise econômica.  Constatou-se, mais uma vez,  que os dois setores, não raro com atividades integradas, possuem hoje um altíssimo nível de proficiência – em termos de competência, capacidade, habilidade e maestria -. O que só ocorre quando a profissionalização da atividade é efetivamente prioritária, merecendo os consequentes investimentos em processos, qualificação e tecnologias. Continue lendo OS MELHORES CASES DO ANO DE ELEVAÇÃO DE CARGAS E TRANSPORTES ESPECIAIS

EDIÇÃO Nº 55

 

 

TOP CRANE’2017
Expoentes do setor
ENERGIA
Horizonte para a indústria carbonífera
INFRAESTRUTURA
Conexão entre São Paulo e Guarulhos
SANEAMENTO
Obra para a segurança hídrica de São Paulo
INDÚSTRIA 
A última grande peça para projeto de celulose
SEGURANÇA E TREINAMENTO
Parâmetros referenciais para grandes projetos
REMOÇÃO TÉCNICA
Troca de peça de 20 t em parada programada
PLANO DE RIGGING
Içamento em planta industrial
TRABALHO EM ALTURA
Nova opção para embarque de açúcar e grãos

HEAVY DUTY’2017
Dominadores de rotas
RODOVIÁRIO
Travessia por estradas de canaviais
MULTIMODAL
Transbordo através do Rio Xingu
CARGA EXCEDENTE
“Terminal flutuante” de porto a porto
SEGURANÇA E TREINAMENTO
Risco zero como meta
INFOCRANE
Erickson alça voo novamente

Clique aqui e veja Galeria de Fotos da Premiação

EDIÇÃO Nº 53

Nesta edição
TELESCÓPIO 
A nova ISO9001
CONJUNTURA
Empresários se mobilizam e associações setoriais ganha força
ENTREVISTA
Júlio Simões, presidente da Locar e, agora, do Sindipesa:
MERCADO
Prospecção de negócios a curto e médio prazo
EQUIPAMENTOS
Quando usar um guindaste telescópico AT ou RT
TRANSPORTE (Revista HD)
Nomes e Notas
Transmissões Allison nos caminhões da CNHTC
Seminário
Marco regulatório do TRC e os desafios dos transportes especiais
Balcão
Novos recursos em reboques rebaixados
GUIA CRANE BRASIL
Controles e acessórios para elevação de cargas
INTERNACIONAL
Recantos mágicos construídos pelas gruas
DICAS
Aptidões e fatores que colaboram com a “sorte”
RIGGING
Planejamento pode reduzir 25% nos custos
CLASSIFICADOS
Oferta de guindastes usados e seminovos
INFOCRANE
Guindastes do Pier Mauá viram ponto turístico

SOB AS SOMBRAS DO VULCÃO

Por Wilson Bigarelli

Um vôo de drone, postado no youtube    (https://www.youtube.com/watch?v=83OTW_Nfru4) pela Daco Heavy Lift, da Guatemala, revela, sobre as montanhas, o canteiro de obras do Parque Eólico Viento Blanco, no município de San Vicente Pacaya, aldeia de Los Rios, departamento de Escuintla, no sul do país e a 44 km da capital. Há um vulcão ativo por perto (o Pacaya, claro), mas o controlador do VANT, prudentemente, passa longe, destacando a mobilização de equipamentos e operários – e componentes eólicos com a marca da gigante dinamarquesa Vestas. Viento Blanco (21 MW) é um dos três primeiros parques eólicos da Guatemala. Está em fase de instalação, assim como o Central (30 MW) – o terceiro, Santo Antonio El Sitio, foi comissionado em 2015, com 52,8 MW. Continue lendo SOB AS SOMBRAS DO VULCÃO

EUROPEUS NA CONTRAMÃO

O Grupo P. (de Peter) Adams tem bases estratégicas na Alemanha (Dresden), Bélgica e Luxemburgo, e uma frota impressionante de 107 linhas de eixo e vários acessórios. Nada mal para uma empresa que, até 1990, se limitava a transportar as máquinas de sua divisão de construção. E que é hoje uma referência em transportes especiais na Europa, o que não a impede de encarar de vez em quando uma saia justa, que põe à prova o seu poder de fogo. Continue lendo EUROPEUS NA CONTRAMÃO

SISTEMA AGILIZA LICENÇA PARA TRANSPORTE

itap_usaUm sistema implantado pelo Departamento de Transportes de Illinois (IDOT) promete revolucionar a forma como são expedidas nos Estados Unidos as licenças para movimentação de cargas indivisíveis de grande porte, o equivalente à AET (Autorização Especial de Trânsito) prevista pela legislação brasileira. Trata-se do ITAP (Illinois Transportation Automated Permitted), que automatizou o processo, permitindo que o pedido seja realizado por formulário via web e o pagamento das tarifas seja com cartão de crédito, transferência eletrônica de fundos e outros mecanismos on-line.

O ITAP entrou em operação em janeiro deste ano com o objetivo de reduzir burocracias, e tornar mais rápida a liberação das licenças para transporte de cargas indivisíveis. Segundo Geno Koehler, do IDOT, o órgão expede anualmente cerca de 250 mil autorizações especiais, o que exige um robusto sistema de processamento de dados, com a mobilização de muitas pessoas para revisar os processos e arquivar essas licenças. “A vantagem do novo modelo é que ele é suportado por tecnologia GIS (Sistema de Informações Geográficas), que seleciona as rotas ideais com base nos dados introduzidos pelo transportador sobre a origem e destino da carga, bem como suas dimensões, peso e outras informações”, diz ele.

O sistema GIS cruza as informações com a base de dados da infraestrutura viária, conferindo automaticamente sua capacidade em suportar a operação e a necessidade de remanejamento de interferências. Com isso, os profissionais do Departamento de Transportes podem se dedicar melhor à revisão do processo para confirmar a precisão das informações prestadas no pedido, como sua conformidade com a legislação de transporte. Outra vantagem é que o sistema automatiza a comunicação com as autoridades locais e coloca o transportador em contato com eles, para a melhor gestão da operação.

Além dos benefícios para a administração pública, o sistema proporciona ganhos ao setor de transporte, reduzindo burocracias e prazos para a obtenção dessas licenças especiais. No Brasil, por exemplo, esse processo pode se estender por mais de 30 dias, envolvendo não apenas os Departamentos de Estradas de Rodagem (DER) de cada estado, mas também as concessionárias privadas e administrações municipais. Veja mais informações sobre o ITAP no site do Departamento de Transportes dos Estados Unidos (www.fhwa.dot.gov).